Consultoria

por Portal IERI
Publicado: 01/06/2020 - 15:14
Última modificação: 07/08/2020 - 19:03

O CEPES, órgão de pesquisa e extensão do Instituto de Economia e Relações Internacionais, possui, atualmente, destacada atuação no desenvolvimento de estudos, pesquisas e projetos para o desenvolvimento de indicadores econômicos e financeiros.


A equipe de pesquisadores do CEPES, com experiência nas áreas de projetos e pesquisas, realiza, com base no referencial teórico e metodológico da Economia e de outras Ciências Aplicadas (Demografia, Estatística etc.), e com o apoio e participação das(os) docentes do IERI e especialistas externos, bem como de sua estrutura organizacional, as seguintes atividades de
consultoria e estudos diversos:


•    colabora com instituições públicas e privadas na elaboração, gestão e avaliação de programas de desenvolvimento econômico e social;
•    executa projetos e pesquisas, qualitativos e quantitativos, solicitados pelos setores público e privado, dentro de rigorosos padrões acadêmicos;
•    realiza análise estatística de dados com vistas à compreensão, a partir de informações robustas, de determinadas situações para a tomada de decisões estratégicas por parte de gestores públicos e privados;
•    promove seminários, encontros e estudos que estimulem o debate sobre a teoria econômica e contribuam para a capacitação de profissionais de empresas e da administração pública, bem como das entidades da sociedade civil;
•    apoia a divulgação e o debate de conhecimentos econômicos e correlatos por meio de publicações técnicas, boletins, textos para discussão, painéis, utilizando-se da Internet, da mídia impressa e televisiva, e de outros canais de comunicação;
•    orienta ações relativas às linhas de pesquisas atuais: comércio exterior, finanças públicas, mercado de trabalho, população, preços, saneamento. 

Entre em contato por meio do endereço eletrônico:  cepes@ufu.br

Telefones:  34-3239-4527 ou 3239-4323

(Atualmente, a equipe do CEPES está em trabalho remoto, devido à pandemia relativa
à doença COVID-19).